Criptomoeda que valorizou 900% em 2023 despenca 80% e é acusada de manipulação

O token TRB da Tellor, um dos que mais valorizaram em 2023, viu uma nova alta meteórica de 172% na virada do ano, mas despencou 80% em menos de uma hora, fazendo o ativo digital ser acusado de manipulação. Dados dos TradingView revelam que o TRB disparou de US$ 231 para US$ 630 em apenas […] Fonte: Criptomoeda que valorizou 900% em 2023 despenca 80% e é acusada de manipulação Veja mais notícias sobre Bitcoin. Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.

 5
Criptomoeda que valorizou 900% em 2023 despenca 80% e é acusada de manipulação
Gráfico de preço em queda AI (Imagem: Livecoins / MidJourney)

O token TRB da Tellor, um dos que mais valorizaram em 2023, viu uma nova alta meteórica de 172% na virada do ano, mas despencou 80% em menos de uma hora, fazendo o ativo digital ser acusado de manipulação.

Dados dos TradingView revelam que o TRB disparou de US$ 231 para US$ 630 em apenas oito horas, para depois desabar a US$ 170 em poucos minutos. A queda acentuada levantou suspeitas de manipulação de mercado, especialmente após a Spot On Chain, uma provedora de dados on-chain, apontar que um pequeno grupo de “baleias” detinha uma parcela considerável do fornecimento do token.

A Lookonchain, uma empresa de análise on-chain, identificou que a equipe da Tellor depositou cerca de US$ 2.4 milhões em TRB na corretora Coinbase perto do pico da valorização, o que pode indicar um possível esquema de “pump and dump”. A movimentação resultou em liquidações de aproximadamente US$ 68 milhões em TRB.

Tellor é acusada de manipulação

A alta repentina da TRB pressionou os traders que operavam vendidos (short sellers), levando à liquidação de quase US$ 70 milhões em posições alavancadas. A recompra das posições vendidas acentuou a alta, exacerbando a situação.

O TRB é o token nativo da rede oracle descentralizada Tellor, uma ferramenta focada na integração de dados externos em aplicativos construídos na web3. O projeto ganhou atenção do mercado e foi um dos que mais valorizam no ano, com cerca de 800% de alta em 2023.

Análises on-chain da Spotonchain revelaram ações suspeitas de um grupo de “baleias” que detinham uma grande parte do suprimento circulante do TRB. Este grupo, consistindo de cerca de 20 baleias, detinha 660.000 TRB, o que representava uma parcela significativa dos 1,7 milhão de TRB em circulação nas exchanges.

Eles haviam adquirido esses tokens a um preço de US$ 15, lucrando um fortuna astronômica com a alta recente.

Contudo, o foco se voltou para a equipe Tellor, que se manteve em silêncio sobre o incidente e não emitiu nenhum comunicado. Movimentos suspeitos foram observados na carteira principal da equipe, incluindo a transferência de 4.211 TRB para a Coinbase, o que alimentou especulações de envolvimento no esquema de manipulação de mercado.

Além disso, a volatilidade do TRB afetou vários protocolos de negociação descentralizados, incluindo Synthetix (SNX) e Hyperliquid. No caso do Synthetix, o limite de interesse aberto em TRB, anteriormente avaliado em apenas US$ 250.000, saltou para quase US$ 12,5 milhões devido à alta.

Kain Warwick, líder da Synthetix, reconheceu o erro de estabelecer um limite em TRB, em vez de dólares, para contratos do token.

Enquanto o mercado aguarda uma explicação da equipe Tellor, a comunidade permanece em alerta, observando de perto os desdobramentos do incidente e suas implicações para o mercado mais amplo.

Paralelamente, o Synthetix v2, um projeto veterano no setor de finanças descentralizadas (DeFi) que sustenta vários protocolos de derivativos descentralizados, registrou uma dívida de aproximadamente US$ 2 milhões devido ao incidente.

O projeto se pronunciou pelo Twitter e afirmou que a oscilação do TRB foi explorada por baleias, resultando em perdas significativas para os investidores da Synthetix.

Fonte: Criptomoeda que valorizou 900% em 2023 despenca 80% e é acusada de manipulação

Veja mais notícias sobre Bitcoin. Siga o Livecoins no Facebook, Twitter, Instagram e YouTube.